México, violência e irrealismo

COMPRA-ME UM REVÓLVER

“Tudo o que está nesse filme é real”, apregoa a menina narradora na primeira cena de COMPRA-ME UM REVÓLVER. A frase soa cada vez menos verdadeira à medida que avança a trama, centrada em algum ponto do México profundo, em tempo indeterminado. O narcotráfico a tudo domina pelas mãos de um chefe estranhamente andrógino. A menina Huck se disfarça de menino e é mantida acorrentada pelo pai, músico e zelador de um pequeno estádio, a fim de que não a roubem, como já fizeram com sua mulher e a filha mais velha. Pai e filha são unidos por um misto de proteção mútua e exploração da garota.

O ar seco e o chão poeirento não incomodam tanto quanto a presença dos traficantes, arrogantes e sádicos. Huck testemunha todo tipo de brutalidade, mas confia em herdar a sorte do pai, que escapa às situações mais perigosas. Ao acompanhá-lo, ela perde a inocência e faz sua iniciação num território de violência randômica, empenhada também em ajudar um amiguinho a recuperar o braço cortado pelos “cabrones” do tráfico.

Estamos num tipo de cinema áspero e pouco sutil com que alguns cineastas mexicanos costumam explorar a vida bruta de parte do país. Mesmo com resultado um pouco superior a Te Prometo Anarquia, o diretor guatemalteco Julio Hernández Cordón falha em oferecer uma narrativa coerente e satisfatória. As incongruências são muitas, como a sobrevivência e as ações dos três amiguinhos de Huck, o motivo pelo qual os bandidos mantêm a outra menina numa jaula e quase tudo o que acontece na meia-hora final, após o desaparecimento de um dos personagens principais.

Em meio à crueza gratuita em que tudo se passa, de vez em quando o filme decola para momentos de irrealismo poético que, apesar de desconexos com o resto, não deixam de causar boa impressão. Uma pausa para contemplar aves num barranco, um crepúsculo quase mágico ou uma paisagem após a chacina com cadáveres recortados em papel parecem inserções da inocência infantil num panorama de bestialidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s