O ano em que vivemos em perigo

Os meus filmes preferidos em 2020 num contexto de crise

Quando brindamos a chegada de 2020 não imaginávamos que íamos viver um ano tão drástico, com o indescritível batendo à nossa porta sob várias formas: a pandemia, o distanciamento dos que amamos, o medo, tantas mortes e perdas irreparáveis, o aumento das desigualdades num país em grande parte dominado pela ignorância, pela mediocridade e pelo preconceito.

Nós, que sobrevivemos, ainda podemos nos sentir como privilegiados. Embora não saibamos até quando. De minha parte, tive a ventura de alguns motivos de alegria. Antes que o horror se concretizasse, pude fazer uma bonita viagem à Guatemala e ao México (fotos: 1, 2, 3, 4, 5, 6). Com os amigos Bebeto Abrantes, Marcio Blanco, Kerlon Lazzari e Kamilla Medeiros, realizamos as duas etapas do seminário Na Real_Virtual (1, 2), que reuniu com muito saber e afeto parcela considerável da comunidade ligada ao documentário brasileiro. Em outubro, abrimos no Instituto Moreira Salles do Rio a Ocupação Eduardo Coutinho, da qual fui cocurador junto com a brava equipe do Itaú Cultural. Aqui no blog, tive o prazer de acolher a série de fotos “A Imagem que Fala”, em que artistas e escritores sintetizaram impressões e sentimentos em relação ao isolamento social.

Isso não foi pouco, se somar ao carinho presencial da minha amada Rosane e aos afagos virtuais dos amigos fiéis. Assim vamos descobrindo formas de superar as limitações, enquanto confiamos na Ciência para nos afastar do pesadelo sanitário e esperamos que a consciência dos brasileiros desperte para os horrores de uma política genocida.

No cinema, estamos à beira de uma catástrofe sem precedentes. À quase completa paralisação da produção e ao risco de falência do circuito exibidor acrescenta-se a iminente tragédia com a memória fílmica representada pelo abandono da Cinemateca Brasileira, que só agora, no apagar das luzes do ano, vê uma luz se acender no fim do túnel. A sobrevivência do audiovisual é um front de luta crucial para 2021.

Sem visitar qualquer sala de cinema desde março último, minha escolha dos filmes preferidos de 2020 se pautou sobretudo pelos lançamentos no streaming, seja nas plataformas comerciais, seja nas mostras e festivais online. Como nos últimos anos, elegi os meus preferidos em quatro listas: filmes de ficção e documentários; lançados comercialmente e não lançados. Aqueles que resenhei estão com os títulos linkados aos respectivos textos.

FILMES DE FICÇÃO LANÇADOS EM CINEMAS OU STREAMING
Os Miseráveis – Ladj Ly
O Conto das Três Irmãs – Emin Alper
Você não Estava Aqui – Ken Loach
Sertânia – Geraldo Sarno
Cidade Pássaro – Matias Mariani
O Jovem Ahmed – Luc e Jean-Pierre Dardenne
Cicatrizes – Miroslav Terzic
Joias Brutas – Benny e Josh Safdie
Os Olhos de Cabul – Zabou Breitman e Elea G.-Mevellec
Uma Vida Oculta – Terrence Malick

 

 

DOCUMENTÁRIOS LANÇADOS EM CINEMAS OU STREAMING
Partida – Caco Ciocler
One Child Nation – Nanfu Wang e Jialing Zhang
Babenco – Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer Parou – Barbara Paz
Indústria Americana – Steven Bognar e Julia Reichert
Zona Árida – Fernanda Pessoa
Encantado – O Brasil em Desencanto – Filipe Galvon
Fico te Devendo uma Carta Sobre o Brasil – Carol Benjamin
You Tubers – Sandra Werneck e Bebeto Abrantes
Cuba and the Cameraman – Jon Alpert
Araguaia – Hermes Leal

 

 

FILMES DE FICÇÃO NÃO LANÇADOS
Não Há Mal Algum – Mohammad Rasoulof
Arritmia – Boris Khlebnikov
O Ano da Morte de Ricardo Reis – João Botelho
The Grand Bizarre – Jodie Mack
O Traidor – Marco Bellocchio
A Mulher que Fugiu – Hong Sang-soo
Suor – Magnus von Horn
O Fantasma e a Casa da Verdade – Akin Omotoso
Acqua Movie – Lírio Ferreira
Clemency – Chinonye Chukwu

 

 

DOCUMENTÁRIOS NÃO LANÇADOS
Segredos do Putumayo – Aurelio Michiles
State Funeral – Sergei Loznitsa
The Cave – Feras Fayyad
O Espião – Maite Alberdi
Fé e Fúria – Marcos Pimentel
Colectiv – Alexander Nanau
Gaza – Andrew McConnell e Garry Keane
Ana. Sem Título – Lúcia Murat
A Ponte de Bambu – Marcelo Machado
Midnight Family – Luke Lorentzen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s