A pintura morreu. Viva o vídeo

Enquanto visitava a 29ª Bienal, na semana passada, por vezes me sentia num festival de vídeo, daqueles que proliferavam nos anos 1980 e 90. A cada dez passos no labirinto proposto pelos curadores, topava com um monitor (a maioria configurada na janela errada, achatando as imagens originais), uma videoinstalação ou uma sala para vídeo single channel…

O Verde Crescerá sobre suas Cidades

O artista em ação O título do filme, melhor traduzido por “Grama crescerá sobre suas cidades”, vem de uma citação bíblica a respeito das profecias de destruição. Anselm Kiefer, provavelmente o maior artista plástico alemão vivo, usa essa referência para parte das obras que criou em seu imenso ateliê no sul da França, no local…

Inferno do cineasta, paraíso do cinéfilo

Enquanto assistia a O Inferno, entre um orgasmo estético e outro, eu ora lamentava: que pena que Henri-Georges Clouzot (1907-1977) não concluiu esse filme maravilhoso; ora exultava: que bom que ele não terminou. Sim, porque o fato de nunca ter vindo às telas como obra acabada ocasionou agora esse resgate de um dos conjuntos de…

O melhor amigo do cão

Diversão de domingo: Se o cão é o melhor amigo do homem, William Wegman provou que essa amizade pode render muito diante de uma câmera. Na década de 1970, quando o vídeo chegou às mãos de artistas como ele, Wegman fez furor com as performances de seus weimaraners, uma raça inteligente conhecida como “cachorros com cérebro de gente”. Um…

Cinema em cartaz

Diversão de domingo: Meus amigos conhecem minha mania de colecionar cartões postais de cinema. Tenho mesmo alguns “correspondentes” que se encarregam de coletar cartões em festivais no exterior. Entre eles, Vivian Ostrowsky, José Carlos Avellar, Marcos Magalhães, Myrna e Carlos Brandão. Antigamente colecionava posters grandes, mas a falta de espaço e de condições adequadas de armazenamento me fez…

O Nós e o Eu no CCBB

Com essas duas imagens de mulher me deparei no CCBB na última quarta-feira. À esquerda, a operária do metrô pintada por Alexandre Samokhvalov, que integra a magnífica exposição Virada Russa. À direita, Beth Goulart transfigurada na ucraniana (de nascimento) Clarice Lispector, na peça Simplesmente Eu. Para além das diferenças óbvias entre a carnuda proletária do nascente…

Gente no museu

Diversão de domingo: O fotógrafo Alécio de Andrade descobriu um eixo maravilhoso para seu olhar durante os 40 anos em que viveu em Paris: a relação dos visitantes do Louvre com as obras do museu. Seu material eram as intervenções do corpo no espaço dos quadros, os diálogos supreendentes entre gente e obra. Antes de conhecer esse…