Histórias de viagem: No Rio Li, entre as montanhas

vlcsnap-2015-02-17-12h52m37s185

Em 2002, numa extensa viagem pela China, Japão, Tailândia, Vietnã e Camboja, eu e Rosane fizemos o famoso cruzeiro do Rio Li (ou Lijiang), na região de Guilin, sul da China. O passeio leva pouco mais de quatro horas e nos coloca no meio de uma paisagem espetacular. Uma sucessão de montanhas altas e pontiagudas, formações caprichosas de rochas, pescadores com seus cormorões (corvos marinhos que auxiliam na pesca artesanal), pastos de búfalos, bambuzais daqueles que vemos em O Tigre e o Dragão.

O trajeto liga as cidades de Guilin e Yangshuo. Dali voltamos a Guilin por estrada. Encontramos, então, uma típica cidade média da China, com seus parques tranquilos e pagodes orgulhosos, gente fazendo tai-shi-shuan ou jogando pingue-pongue, ruas comerciais de aspecto globalizado e o rio que corta os bairros centrais com sua pacata atividade fluvial.

O curioso é que, à noite, a paisagem se transforma radicalmente. Uma grande quermesse se arma na rua principal, a iluminação urbana se cobre de neón colorido, as árvores pulsam com luzinhas, as águas se enchem de reflexos multicores. A noite de Guilin é deliciosamente brega, tal como a ponte antiga que eles cobriram de acrílico transparente. Estávamos lá numa terça-feira como outra qualquer, mas havia até desfile de carros alegóricos com moças cantando e dançando sem grande entusiasmo.

Registrei tudo isso no vídeo abaixo, para quem tiver interesse e paciência em ver. A duração é de 31 minutos. As imagens, de MiniDV standard, são de baixa qualidade, mas valem pela beleza dos lugares e da trilha musical que utilizei. A música da parte do rio é de Lim Giong, compositor de todos os filmes de Jia Zhang-ke. Na Caverna das Flautas de Cana ouve-se o tema principal de Lanternas Vermelhas, de Zhang Yimou. As demais são do folclore e do pop chinês.

 

5 comentários sobre “Histórias de viagem: No Rio Li, entre as montanhas

  1. Que pena.. Não vou conseguir ver pelo celular…a bateria está no fim… Mas já me alegro com a expectativa: só belas imagens para compor com um texto sempre tão gostoso.

  2. Sentimentos contraditorios…. exuberancia natural misturada com musica brega … dificil saber se daria pra enfrentar… mas gostei de ter uma ideia de perto da vida de turista por lá.

  3. Carlos Alberto, Se um dia pintar uma grana boa vou querer fazer algumas da viagens que você fez, tendo você como assoessor turísitico. Hasta… Sergio Muniz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s