Mesquitas de Istambul

Tags

,

Em maio de 2015 visitei a Turquia pela segunda vez. Istambul, hoje tão abalada pelo terrorismo, é uma das cidades que mais aprecio no mundo pelo seu mix de modernidade e ecos históricos, sua extrema vivacidade e a elegante beleza de sua posição à beira do Bósforo.

Um dos principais atrativos de Istambul é, sem dúvida, suas mesquitas. Os minaretes perfuram o céu por toda parte, compondo um horizonte inconfundível. Segundo a Wikipedia, em 2007 havia 2944 mesquitas ativas na cidade. Algumas são marcos incontornáveis de qualquer estada turística, outras são tesouros semi-escondidos à espera de um visitante mais desbravador.

Na foto à esquerda estou posando com o busto de Mimar Sinan (1490–1588), arquiteto-chefe do Império Otomano, responsável pela construção de algumas das mais fabulosas mesquitas turcas.

Seja nas grandes estruturas, seja nas de escala menor, o que sempre impressiona é a proliferação de abóbadas, a decoração minuciosa de todas as superfícies, os megatapetes de colorido exuberante e os amplos pátios de convivência e ablução dos fiéis na entrada de cada mesquita.

Pela amostra que colhi e editei no vídeo abaixo, podem-se perceber as similitudes e diferenças entre dez mesquitas do centro de Istambul e do mítico bairro de Usküdar, a saber:

Mesquita Azul
Santa Sofia (antiga mesquita convertida em igreja católica e hoje em museu)
Fatih
Suleymaniye
Mesquita Nova
Rüstem Pacha
Nuruosmaniye
Mihrimah
Atik Valide
Sakirin (a única decorada por uma mulher)

Assistam em tela cheia e com som.