Arte visceral, ao pé da letra

CRIMES DO FUTURO sugere conversas sobre arte contemporânea, neurociência e novas fronteiras da sexualidade, mas o que prevalece é a mera excentricidade, o jogo lúdico e irônico com a ideia de uma arte extrema para a hipótese de uma vida extrema.

Pornografia social

Pela caricatura, através de um véu de sarcasmo, o romeno MÁ SORTE NO SEXO OU PORNÔ ACIDENTAL realça o caráter de uma sociedade, esta sim, pornográfica.

Foda-se

O espertíssimo MEU NOME É BAGDÁ faz a crônica descontínua de um certo ambiente suburbano paulista, com sua juventude a bordo de uma estética própria, vibrante e cool ao mesmo tempo.

O amor nos tempos da epidemia

OS PRIMEIROS SOLDADOS fala lindamente da busca de um entendimento mais transcendente da Aids nos anos 1980 e da sobrevivência do amor. Afinal, com toda a tristeza daquele momento, dava ou não pra ser feliz?

A piscina pode esperar

A FELICIDADE DAS COISAS. É preciso relevar algumas coisas para apreciar a beleza sutil dessa crônica sobre humildes sonhos de consumo e microepisódios de vidas mais que comuns.

O infiel da balança

Um roteiro brilhante e um Javier Bardem diabólico fazem de O BOM PATRÃO uma ilustração cortante e bem-humorada do pensamento empresarial médio.

Sempre no mesmo lugar

Um pouco de auto-ajuda, um tanto de buddy movie, um bocado de criança-prodígio – e SEMPRE EM FRENTE vai seguindo para seu rumo incerto.

Afrofuturismo à brasileira

Lázaro Ramos mobiliza ícones importantes em MEDIDA PROVISÓRIA e leva à tela uma hipótese fértil. Pena que não teve mão firme para torná-la consistente, nem cuidado para driblar suas armadilhas.

Bella, garota hardcore

Pretensa radiografia de uma indústria machista e grosseira, PLEASURE apresenta uma dramaturgia tão rala quanto a de filmes pornôs que pretendem contar uma historinha.

Andriele, aberta a planos

CÉU ABERTO é o retrato ocasional de uma adolescente do interior do Rio Grande do Sul dividida entre seus planos e o curso de sua realidade. Online no Olhar de Cinema só até as 23h59 de hoje (quinta, 9/6).