Agruras do baixo orçamento

Da comédia que faz chorar ao dramalhão que faz rir, “B.O.” dribla as deficiências técnicas com o discurso autorreflexivo e faz do limão uma razoável limonada.