Dois Dias, uma Noite

A tempo de inclui-lo na minha lista de melhores filmes não lançados em 2014, comento rapidamente o último trabalho dos irmãos Dardenne.

DOIS DIAS, UMA NOITE não é, claro, o primeiro filme a tratar da crise europeia, mas o faz de maneira especialmente aguda por concentrar toda uma síndrome no drama de uma operária. Sandra (Marion Cotillard) está voltando de uma licença para tratar de depressão e recebe a notícia de que seus colegas de trabalho decidiram trocar a demissão dela por um bônus de 1.000 euros. Ela consegue um segundo turno da votação e tem um fim de semana para convencer pelo menos metade dos companheiros a voltar atrás.

Isso é o bastante para Jean-Pierre e Luc Dardenne criarem um drama minimalista sobre humilhação, culpa, solidariedade e gratidão. A crise econômica e a concorrência asiática instituíram na indústria belga (e não só) a era do descarte, em que todo motivo é válido para uma demissão. E ainda uma fórmula perversa em que os cortes de pessoal envolvem também a consciência dos trabalhadores. Sandra encarna, no corpo magro e no olhar massacrado, a catástrofe individual que significa a perda de um emprego nesse contexto.

A via sacra da moça ocasiona mais um walk-movie dos Dardenne, cuja trilha sonora são os passos de Marion Cotillard de uma porta a outra. Seco, preciso, com uma câmera que nos coloca em contato com a respiração dos personagens, o filme tem nessa magnífica atriz seu nervo exposto e sua chama comovente de humanidade.

2 comentários sobre “Dois Dias, uma Noite

  1. Pingback: Melhores de 2015 | ...rastros de carmattos

  2. Pingback: Melhores de 2014 | ...rastros de carmattos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s