A igreja do diabo

O gume satírico de A COMÉDIA DIVINA, inspirado em Machado de Assis, rende boas gags e fustiga com certa veemência algumas falácias da nossa era de engodos e moralismo hipócrita.

Festival do Rio: Aspirantes

ASPIRANTES é tanto um filme sobre futebol quanto “2001 – Uma Odisseia no Espaço” é sobre naves espaciais. No primeiro longa de Ives Rosenfeld, o campo e a bola servem apenas como arena onde os dramas do protagonista explodem fisicamente.

Festival do Rio: Unicórnio

UNICÓRNIO tece sem pressa um conto de fadas psicanalítico, em que o Mal não vem de fora, mas dos venenos que se guarda por dentro. Depois do admirável Sudoeste, Eduardo Nunes volta a auscultar a alma feminina e explorar os desvãos do tempo cinematográfico.

Festival do Rio: Pastor Cláudio

A forma serena, inquisitiva e às vezes perplexa com que Eduardo Passos se dirige ao antigo carrasco representa perfeitamente o olhar do espectador perante o hediondo. O lobo agora em pele de cordeiro, com a Bíblia nas mãos, é um retrato da impunidade em que deslizam até hoje os açougueiros da ditadura.

Festival do Rio: Dina

DINA pode bem ser assistido como um filme de Wes Anderson ou um Todd Solondz light. Personagens fora do comum em ambiente suburbano, levando a vida a meio caminho entre a tragédia e a ternura. A diferença é que Dina Buno e Scott Levin existem de verdade na periferia da Filadélfia.