Festival do Rio: Túmulos sem Nome

A intenção, ao que parece, é que o filme funcione, ele mesmo, como uma cerimônia de conjuração das almas errantes para, senão apagar a dor de tantos horrores, pelo menos aplacar o trauma nacional, que um dos personagens nomeia como “o carma do Camboja”.

O tempo e o tempo de “Central do Brasil”

CENTRAL DO BRASIL, em sua versão remasterizada em 4K, estreia hoje (30/10) na Mostra Internacional de Cinema de SP e será exibido dia 3/11 no Festival do Rio. O texto a seguir foi feito para o catálogo da Mostra paulista e consta do site oficial do filme.

Outra mulher fantástica

Baseado em história real, TAMARA narra o difícil processo de transição, as perdas e conquistas de Teo Almanza até se tornar uma mulher fantástica.

Lua Lua Land

A intenção de O PRIMEIRO HOMEM é engrandecer a vida de um homem que não tinha muito mais a oferecer do que ter colocado o primeiro pé humano na superfície lunar. 

O cursor como personagem|

Em BUSCANDO…, nada vemos além de telas e abas de computador em frenética atividade enquanto um pai procura pela filha desaparecida. A trama é engenhosa e o efeito é poderoso.

Viagem a Cabo Verde

A simpatia irradiada por DJON ÁFRICA vem de uma profundidade disfarçada de casualidade. E ainda do mergulho que nos oferece nas paisagens, na música, no idioma crioulo popular e no colorido humano de Cabo Verde.

Uma fábrica que perdeu o chão

A FÁBRICA DE NADA mistura atores e operários desempregados para ficcionalizar a ocupação de uma fábrica de elevadores nas redondezas de Lisboa. No subtexto, um comentário sobre a crise do capitalismo na Europa, o fim do estado social e os impasses da desindustrialização.