La ciudad ocre

Fiz duas viagens ao México em 2019, em janeiro e em dezembro. Na primeira, além da capital, de Xochimilco, Guanajuato, Mérida e do sítio arqueológico maia de Uxmal, conheci a pequena cidade de San Miguel de Allende, na região central do país. SMA, como é chamada, foi fundada em 1542 e possui um interessante conjunto de edificações coloniais, em sua maioria pintada nas cores ocre e, em menor porção, vermelha.

Por sua localização central, clima agradável e ambiente ameno em comparação com o agito e a violência de outras partes do México, a cidade se tornou refúgio de aposentados ricos e investidores estrangeiros em negócios de turismo e gastronomia. Alguns a têm como o lugar mais elegante do país, embora, para o meu gosto, Puebla seja ainda mais, digamos, “europeia”.

De qualquer forma, é um prazer caminhar pelas ruas estreitas de SMA, com seu jeito ao mesmo tempo interiorano e afluente, bisbilhotar as muitas lojinhas de arte mexicana e o complexo de galerias de arte na antiga fábrica La Aurora, extasiar-se diante de um galpão inteiramente decorado por murais de Siqueiros, degustar uma margarita no tradicional e decoradíssimo pub El Manantial e experimentar os “peidos de monja”, trufas de chocolate típicas do lugar.

À noite, basta sair à praça e às ruas centrais para ser envolvido pela música dos mariachis, a farândula dos cortejos folclóricos e a bonita iluminação pública.

Como em todo o México, as igrejas são uma atração incontornável. Mas a 17 km do centrinho de SMA fica uma das mais deslumbrantes do mundo. É o Santuário do Jesus Nazareno de Atotonilco, conhecido como “a Capela Sistina do México”. A nave principal e as sete capelas são inteiramente cobertas de afrescos de Antonio Martínez Pocasangre. Imagens dramáticas de cenas bíblicas e uma profusão de retábulos complementam o cenário literalmente estonteante.

Um pouco de tudo isso está registrado no meu vídeo, que dura 22 minutos.

7 comentários sobre “La ciudad ocre

  1. E ainda tem uma abertura com uma noiva, com o branco do vestido fazendo as cores ao redor gritarem, e um lindo vendedor de balões de encher (principalmente os olhos) de formatos e cores diversas. Que lindeza

  2. Carlinhos, que cores!!! Não bastassem as fachadas cor de ocre, o céu azul e as lojinhas de artesanato, você ainda coloca uma sequência de caleidoscópio de tirar o fôlego! Amei tudo, tudinho!

  3. Carlinhos e Rosana!
    Ao ver o e-mail com o link do vídeo de San Miguel de Allende, México pensei:
    Maravilha!
    Vou ver depois!
    Mas aí resolvi dar uma espiadinha, acerto fatal, como nos filmes de viagem anteriores de vocês, não consegui parar de assistir esta nova delícia de filme de viagem, um primor, agradecido pela oportunidade de conhecer mais um pouquinho do México e este encanto da cidade de San Miguel de Allende.

    Para o bem da humanidade e principalmente o meu, vou torcer para que surja um patrocinador que banque um projeto de andarilhos, para vocês viajarem pelo mundo fazendo filmes de viagem!

    Sensacionaaaaaaaaal!
    Beijos!
    Carlos Moreira Beto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s