Puebla: barroca, popular e sofisticada

Vendedora de nochebuenas

Compartilho aqui meu álbum de fotos de Puebla, tiradas nos dias 10 a 12 de dezembro de 2019.

Puebla é considerada a cidade mais europeia do México. Espanhola, leia-se. Barroca, diga-se. O esplendor barroco pode ser visto na inacreditável Capela do Rosário e na igreja maior que a abriga, de Santo Domingo. Ou na belíssima Biblioteca Palafoxiana, do século XVII, a mais antiga biblioteca pública das Américas. Não por acaso, é em Puebla que está agora o Museu Internacional do Barroco, inaugurado em 2016 com projeto hipercontemporâneo do arquiteto japonês Toyo Ito. Para dizer a verdade, o contraste entre prédio e acervo é mais interessante do que o conjunto de obras até agora incorporado ao museu.

Puebla tem um dos Zócalos (praça central) mais bonitos do México, ladeado por edifícios de estilo isabelino com influências neoclássicas e a imponente catedral. No adro desta, encontra-se ainda em exibição uma réplica em tamanho natural da Capela Sistina, onde os visitantes podem ter a sensação exata de entrar na original. Pena que as fotografias no interior estão proibidas e há fiscais vigiando o tempo todo.

As fachadas poblanas são uma atração à parte. Para onde se olha, há padrões curiosos de decoração, seja em pintura, mosaicos, gesso ou cerâmica Talavera, arte típica de Puebla que reveste fachadas e toma a forma de utensílios, bonecos, adornos, etc. Um destaque nessa área é a Casa de los Muñecos, onde fica o interessantíssimo Museu da Benemérita Universidad Autónoma de Puebla.

Em matéria de museus, a cidade é também generosa. O Museo Amparo reúne uma das maiores coleções de arte mexicana, da época pré-hispânica à moderna. Já o Museo Regional de la Revolución relembra episódios locais da luta revolucionária, expondo ainda as marcas de tiros no exterior e no interior.

Caminhando pela cidade, descobrimos o pitoresco Barrio del Artista, com suas galerias e esculturas ao ar livre, e a Calle de los Dulces, repleta de docerias coloridas onde o nosso nível de glicose no sangue dispara só de olhar para as vitrines irresistíveis.

Para nossa sorte, estávamos em Puebla no dia 12 de dezembro, quando se celebra a festa da Virgem de Guadalupe, padroeira do país. Pudemos então testemunhar o apelo popular em torno de seu santuário, com famílias tirando fotos em pequenos cenários típicos, muita comida e diversão em torno das filas enormes para entrar na igreja.

Popular e também sofisticada, com uma programação cultural bastante ativa e a apenas duas horas e meia da capital, Puebla nos deixou uma excelente impressão. Se tivesse de escolher uma cidade para morar no México, imagino que seria ali.

Clique aqui para ver as fotos.

 

8 comentários sobre “Puebla: barroca, popular e sofisticada

  1. Adorei a ‘minha’ viagem através do seu texto e das suas fotos! É muito prático, mas acho que da próxima vez iremos com vocês!

  2. Bom dia Carlinhos adoro fazer esse turismo com vocês. Obrigada ! E aproveito para dar um beijo de fim-de-ano e de começo do já famoso Vinte/Vinte. Vavy

    Enviado do meu iPhone

    >

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s