Tags

Hoje (terça) é aniversário de Eduardo Nunes, autor do belíssimo Sudoeste e de curtas memoráveis como Terral, Sopro, Tropel e Reminiscência. Vamos comemorar com a exibição do seu programa na série Faróis do Cinema, logo mais à 0h15 de terça para quarta, no Canal Brasil.

Ao falar de suas influências e admirações, Eduardo destacou a criatividade do cinema mudo, citando como exemplo o Napoleão de Abel Gance. Como não poderia deixar de ser, discorreu sobre sua veneração pelo cinema e os escritos de Andrei Tarkovsky, que o ensinou a ir além de narrar uma história, buscando a transcendência no rumo do desconhecido. Na conversa comigo, ele comenta também sobre as imagens em preto e branco como indutoras da invenção e sobre a necessidade de se distanciar dos livros para ser, ao mesmo tempo, fiel e autoral nas adaptações literárias.

Eduardo está com filme novo saindo do forno, o longa coletivo Cinco Vezes Chico, o Velho e sua Gente, sobre o Rio São Francisco, assinado por ele e mais Gustavo Spolidoro, Ana Rieper, Camilo Cavalcante e Eduardo Goldenstein. Mas esse ainda é inédito. Logo depois do programa, que dura 15 minutos, o Canal Brasil vai exibir Sudoeste (leia aqui sobre esse filme).