Aquela casa da Lapa

SEMENTE DA MÚSICA BRASILEIRA passa nesta segunda (20/8) no Cineclube Ricamar

Por quase 20 anos o Bar Semente foi a maior estrela musical da Lapa. Teve papel decisivo na formação de toda uma geração de instrumentistas, cantores e compositores de samba, choro, jazz e MPB. Recebeu convidados ilustres do Brasil e do exterior, firmando-se como um espaço mítico na já mítica área boêmia da Lapa. Essa história é contada com imensa simpatia no documentário SEMENTE DA MÚSICA BRASILEIRA, de Patricia Terra.

O dia em que Chico Buarque apareceu por lá e pediu para dar uma canja – e fez isso de novo mais adiante – ficou como um dos momentos mágicos do Semente. Figuras top da música internacional em visita ao Brasil não podiam voltar sem lá pisar pelo menos uma vez, e quem sabe tocar também. Mas as crias do Semente, como Yamandu Costa, Nicolas Krassik, Zé Paulo Becker, Teresa Cristina, Marcos Sacramento e os Grupos Casuarina e Semente, também criaram asas e foram parar entre os grandes, aqui e lá fora.

Esses e outros ajudam a lembrar a trajetória do bar, da casinha miúda aberta por Regina Waissman em 1998, onde antes era um restaurante natural, à casa maior conduzida por Aline Brufato na década seguinte. Ali era, mais que tudo, a casa dos músicos, que se apresentavam em regime de total intimidade entre si e com o público. Durante alguns anos, funcionou como uma comuna, bancada pelos artistas, frequentadores e amigos. Era esse clima, tipicamente carioca no melhor sentido, que transformava o lugar num laboratório de preservação e renovação da música popular brasileira.

O roteiro, fechado por Patricia com o craque Paulo Henrique Fontenelle, que também assina a montagem final, balanceia muito bem os relatos orais com os fragmentos de performances musicais e uma riqueza de registros do bar em diversas épocas. Outra qualidade do filme é contextualizar o Semente na história da Lapa, que viu nascer muito da música brasileira ao longo do século XX. Nesse sentido, o doc de Patricia Terra formaria um belo programa duplo com L.A.P.A., que Cavi Borges (produtor de SEMENTE) dirigiu com Emilio Domingos em 2007 sobre a cena hip hop do bairro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s