Cinta ortopédica

O primeiro longa de Gregório Graziozi, Obra, é um filme completamente centrado na sua requintada construção audiovisual. Um jovem arquiteto prepara as fundações de um novo projeto quando descobre um cemitério clandestino em terras pertencentes a seu avô. Sua mulher está grávida,  o que o coloca no limiar entre o passado e o futuro. Os dilemas de sua consciência invadem o corpo através de uma hérnia de disco. O mal na coluna metaforiza a crise estrutural e familiar naquele momento da sua vida, mas não só isso. O que se faz sintoma no incômodo daquele homem é a doença da cidade de São Paulo, com suas camadas de passado soterradas sob o avanço da modernidade.

Lembrei-me bastante de A Barriga do Arquiteto, de Peter Greenaway, em que um câncer no abdômen simbolizava um questionamento de princípios da arquitetura pós-moderna.

Obra impressiona por seu preciosismo fotográfico e uma incisiva proliferação depaisagens sonoras. Mas todo esse aparato me pareceu imposto artificialmente sobre os fatos da ação, como se um filme sobre arquitetura precisasse depender exclusivamente da organização das suas formas. O próprio filme parece usar a cinta ortopédica do personagem, tal a rigidez com que tudo é planificado e executado. Por trás daquelas tomadas elaboradas em prancheta, locações escolhidas a dedo e atores em posturas hieráticas, vi uma encenação muito claudicante, que ressalta sobretudo na dificuldade de Irandhir Santos em dar vida e densidade a um papel distante dos tipos que vem criando no cinema.

Obra tem sugerido aproximações a Antonioni e Rossellini, o que comprova a adesão de parte da crítica. Eu prefiro manter reservas e torcer para que Graziozi pondere melhor a relação entre tema e estilo na sua obra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s