Walter Lima Jr.: Viver Cinema

A imprensa disse:

“Desconfio seriamente que Walter Lima Júnior: Viver Cinema, de Carlos Alberto Mattos (Casa da Palavra), seja a melhor biografia crítica de um cineasta brasileiro desde Humberto Mauro, Cataguases, Cinearte, de Paulo Emílio Salles Gomes”. Sérgio Augusto, O Pasquim

“Um grande cineasta enxergado por um dos críticos de cinema mais sensíveis e inteligentes do país; um livro, no mínimo, obrigatório!” Carlos Reichenbach, cineclick.com.br

“Faltava ao cinema nacional, no entanto, uma biografia em que história, teoria e boa literatura se mesclassem prazerosamente. Walter Lima Júnior: Viver Cinema é esta biografia”. Ricardo Cota, Jornal do Brasil (Idéias)

Viver Cinema documenta cada momento dessa complexa história. E com a seriedade e riqueza que um bom livro exige. Ou seja, apontando contradições, cotejando textos escritos em diferentes momentos, indo a fontes primárias. E, principalmente, indo aos filmes, roteiros e livros que serviram de fonte de inspiração a WLJr.” Maria do Rosário Caetano, O Estado de S.Paulo

“Um dos mais importantes cineastas brasileiros dos últimos 40 anos (…) ganha enfim um livro à altura da sua obra. (…) Além de dissecar cada filme de Lima Jr., desde a sua gênese até a recepção do público e da crítica, o pesquisador narra com talento literário os momentos mais dramáticos da vida do diretor”. José Geraldo Couto, Folha de S.Paulo

“Percebendo que a criação artística está obrigatoriamente ligada à vida, Carlos Alberto ilumina a trajetória de Walter Lima Júnior (…), transcendendo o nível do serviço prestado ao cinema brasileiro”. Daniel Schenker Wajnberg, Tribuna da Imprensa

“É sempre muito importante quando o cinema brasileiro ganha mais um livro. E melhor ainda quando é sobre um cineasta consagrado como Walter Lima Jr. e escrito por um jornalista e crítico consciente e com o talento de Carlos Alberto Mattos”. Myrna Silveira Brandão, Tribuna da Imprensa

“São tantas as boas histórias em Walter Lima Júnior: Viver Cinema que você não precisa ter visto nenhum filme do cineasta para apreciar o livro”. Mauro Ventura, O Globo

“Não apenas um dos críticos de cinema mais refinados da imprensa brasileira, Carlos Alberto Mattos se revela também um escritor, quase um romancista, de agudo senso de humor e arguta observação. (…) Leitura obrigatória não apenas para cinéfilos mas para todos os interessados na recente história cultural brasileira”. Fernando Albagli, criticos.com.br

“O livro é uma biografia que transcende o factual e analisa os principais momentos do cinema brasileiro de cinco décadas para cá.” Mauro Trindade, revista Bravo

“Poderia ser lido como romance, não fosse a história real de um dos grandes realizadores do cinema do Brasil.” Revista Cinema

“Walter tem a sorte de ter a melhor biografia já escrita sobre um cineasta brasileiro (o livro de Carlos Alberto Mattos).” Maria do Rosário Caetano, Almanaque eletrônico

“Imperdível”. Inácio Araújo, Folha de São Paulo

“… a melhor biografia já escrita sobre um cineasta brasileiro. Obra de referência não somente sobre o criador de ‘A ostra e o vento’ como também um estudo analítico sobre o nascimento de um cineasta no Brasil.” André Setaro, comentário neste blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s