Gente no museu

Diversão de domingo:

O fotógrafo Alécio de Andrade descobriu um eixo maravilhoso para seu olhar durante os 40 anos em que viveu em Paris: a relação dos visitantes do Louvre com as obras do museu. Seu material eram as intervenções do corpo no espaço dos quadros, os diálogos supreendentes entre gente e obra. Antes de conhecer esse trabalho, tive ideia parecida quando estive em Nova York este ano. Aqui estão algumas das minhas fotos, modestas e amadoras, mas com espírito semelhante:         

New York abr 2009 073

New York abr 2009 081

New York abr 2009 028

New York abr 2009 040

New York abr 2009 087New York abr 2009 086

 

 

 

 

 

 

 

New York abr 2009 143

New York abr 2009 188

4 comentários sobre “Gente no museu

  1. ADOREI!!!!!!
    Não existe obra sem espectador, ela é essencialmente incompleta enquanto não faz contato com seu público.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s