Cinema – alucinação: Os Verdes Anos

Publico aqui, em primeira mão no Brasil, um texto de Ariel Schweitzer, crítico da Cahiers du Cinéma, historiador e professor de cinema em Paris e Tel Aviv. CINEMA – ALUCINAÇÃO: OS VERDES ANOS por Ariel Schweitzer A principal razão pela qual decidi marcar presença na última edição do Festival de Locarno foi o tributo a Paulo…

A família Brasil segundo Avellar

Pode-se dizer que o ofício regular do crítico de cinema é separar um filme do outro. No seu trabalho cotidiano de resenhar filmes, ele costuma procurar em cada obra o que lhe é próprio, peculiar, aquilo que a distingue da massa de filmes. Destaca detalhes, sonda originalidades, aponta singularidades. Digamos que ele coloca uma cerca…

Cinema de fato

Nesta terça-feira (22/11), vou lançar o meu livro CINEMA DE FATO – Anotações sobre documentário. Vai ser das 19h às 21h no Espaço Cultural Olho da Rua, um misto de galeria de arte, local de eventos, shows e performances. O endereço é Rua Bambina, 6, em Botafogo. No próximo dia 8/12 será a vez de…

Esqueçam o bonequinho e vejam “A Passageira”

Dá pena e um pouco de indignação ver o bonequinho de O Globo olhar indiferente para A PASSAGEIRA. Este filme peruano, estreia na direção do ator Salvador del Solar (“Pantaleão e as Visitadoras”), é um dos mais interessantes e competentes do cinema latino-americano recente. O roteiro primoroso do próprio Solar, baseado em argumento de Alonso…

Fome de sentido

Jean-Claude Bernardet, 80, trocou há mais ou menos dois anos os ofícios de crítico e professor pelo de ator. Um ator radical, disposto a investir sua debilidade física e saúde vulnerável em papéis que ponham em xeque os limites da atuação. Assim ele vai construindo uma espécie de laboratório de dramaturgia junto a realizadores de…

Glauber, revisão crítica

Glauber Rocha é o cineasta brasileiro sobre quem mais se escreveu, no Brasil e no exterior. Há biografia, análises da obra sob diversos prismas, coletâneas de ensaios e de correspondência, livros sobre momentos específicos de sua carreira (como O Leão de Veneza), sem contar os vários escritos pelo próprio. Ainda assim, é preciso reservar um…

O farol Avellar

Depois do montador e restaurador Francisco Sérgio Moreira, o ano de 2016 prossegue ceifando os bastidores do cinema brasileiro com a morte do crítico e gestor José Carlos Avellar, aos 79 anos. A perda é incomensurável para o pensamento cinematográfico não só do Brasil, mas da América Latina. Não posso falar de Avellar sem me…

Bergman e as portas do tempo

Amanhã (quinta) volta à tela grande no Rio uma obra-prima de Ingmar Bergman. Morangos Silvestres é mais um clássico restaurado que chega aos cinemas no projeto “Clássica” das distribuidoras FJ Cines e Zeta Filmes. Eles já relançaram O Sétimo Selo, A Doce Vida, Nosferatu de Herzog e Mamma Roma. Para janeiro anunciam o filme dos filmes, Oito e Meio, e para…

Palavra de documentarista

Talvez pela proximidade com o jornalismo e as ciências humanas e sociais, o cinema documental sempre se fez acompanhar de importantes reflexões e textos teóricos produzidos pelos próprios cineastas. Em larga medida, a história das ideias nesse campo tem sido construída com base na contribuição escrita de mestres do ofício como Dziga Vertov, John Grierson, Joris…

Novo tempo para a Cinemateca do MAM

Neste mês de julho, a Cinemateca do MAM comemora 60 anos e ganha um presente estimulante: seu novo curador é o crítico de cinema e gestor Ricardo Cota, que ocupa a partir de agora o lugar de Gilberto Santeiro, recentemente falecido. Cota milita na crítica há pelo menos 30 anos, com passagens pela saudosa revista Cinemin, o Jornal…

Longe do Carnaval

O Carnaval para mim é uma elipse na cidade. Tenho a sorte de morar num lugar à margem de qualquer folia, de onde não ouço sequer o ruído de um apito. Não costumo viajar nessa época, preferindo me entregar às leituras, aos filmes em casa e à organização de coisas que passam o ano inteiro…

Notas de Tiradentes: Intelectuais-atores

Da primeira – uma mala fechada com alguém respirando dentro – à última imagem – um homem se esgueirando sob uma estante entre livros –, não entendi nada do que se passa em Pingo d’Água, longa do paraibano Taciano Valério. E, para falar a verdade, não fiz questão nenhuma de entender. Metalinguagem desarvorada e cenas…

Chegou o Prêmio Fênix

Na próxima quinta-feira, dia 30, será entregue na Cidade do México a primeira edição do Prêmio Fênix de Cinema Ibero-americano. A iniciativa inédita é da associação Cinema23, composta por realizadores, críticos, exibidores, distribuidores, representantes de academias e festivais dos países da América Latina, Portugal e Espanha. As indicações de cada país foram feitas por um…

Cinema falado

O Itaú Cultural coletou no ano passado 11 depoimentos de cineastas e críticos de cinema sobre seus respectivos ofícios. As entrevistas foram conduzidas pela jornalista Camila Fink. A série “Encontros de Cinema” está agora disponível para visionamento num canal do Youtube. Veja aqui a lista completa. Abaixo, o meu depoimento, com duração de 12 minutos  

Ely e os meus rastros

Tive a honra de ganhar um espaço no site do crítico Ely Azeredo. O Ely foi uma das minhas grandes referências quando eu apenas me iniciava na crítica de cinema em fins dos anos 1970. Admirava seus textos límpidos, a capacidade de síntese e a articulação das ideias de um filme com o cinema da época e…

Rever um filme, por Comolli

Trecho do texto “Post-scriptum – No quarto de Moebius”, in Ver e Poder, de Jean-Louis Comolli (Ed. UFMG, 2008) Nunca vemos duas vezes o mesmo filme. Experiência sempre renovada, surpresa que volta, rever um filme é transformar a relação que se construiu com ele, um dia, uma vez. Eu mudei, o filme também. Os outros…

Cinema e lugares incomuns

(Artigo publicado originalmente na revista Filme Cultura 60, jul/ago/set-2013) Tanto quanto produto de circulação cada vez mais global, o cinema constitui também um fenômeno intensamente local do ponto de vista da recepção. Se por um lado as condições de mercado moldam a oferta de filmes nas salas de cada região, por outro o público interage…

Helena Salem – entre o cinema e a política

(Artigo publicado originalmente na revista Filme Cultura nº 59) Quando entrevistava Leon Hirszman para seu livro sobre Nelson Pereira dos Santos, aflita na tentativa de compreender seu personagem, Helena Salem ouviu um alerta do diretor de São Bernardo: “Compreender vai ser difícil”. Mas ela só foi perceber a extensão da frase anos depois, quando escrevia…