No limbo entre ação e animação

Essa nova versão de A BELA E A FERA é um caso raro de filme live action baseado em outro de animação. Na verdade, é um misto de animação computadorizada e encenação com atores. A mistura é intrincada e engenhosa, sem dúvida, mas acaba caindo num limbo: não tem o encanto puro da animação, nem…

Europeus (mais ou menos) animados

Sobre A TARTARUGA VERMELHA e MINHA VIDA DE ABOBRINHA Em muitos aspectos, A TARTARUGA VERMELHA é um retorno ao básico em matéria de desenho animado. Nem uso aqui o termo “animação”, que hoje enfeixa um amplo leque de técnicas digitais. O longa do holandês Michael Dudok de Wit, que lhe rendeu sua segunda indicação ao…

O mundo como call center

Tomando-se as ações concretas de Anomalisa, a princípio nada justificaria a opção pela animação. Atores com máscaras e dois ou três efeitos especiais poderiam dar corpo ao roteiro. Vemos um homem comum, especialista em técnicas de atendimento ao cliente, desembarcar em Cincinatti para fazer uma conferência motivacional. A expertise de Michael Stone, porém, contrasta com…

Cinco livros de cinema

Sávio Leite, diretor da Mumia – Mostra Udigrudi Internacional de Animação, já em sua 12ª edição em Minas Gerais, é o organizador da coletânea Animação Maldita Brasileira (editora Favela É Isso Aí, BH). O volume reúne uma série de ensaios sobre a animação feita no país à margem dos circuitos mainstream. Traz ainda entrevistas com…

Entre livros e fantasias

Duas notas sobre HOMEM IRRACIONAL Como em todos os filmes de Woody Allen sobre personagens intelectuais, não sabemos bem se ele está tratando questões filosóficas em chave de banalidade ou se está elevando o banal à potência da filosofia. Há um movimento constante no sentido de colocar os princípios da moral em atrito com a…

Orientais

O ÚLTIMO POEMA DO RINOCERONTE é mais um grande filme iraniano. Bahman Ghobadi é o diretor do também ótimo “Tartarugas Podem Voar” – e numa cena desse novo filme ele confirma sua obsessão com essa possibilidade. No centro da história está um poeta curdo-iraniano (inspirado em personagem real) que ganha liberdade após 30 anos de…

Animação: Guida e Divertida

Guida ↑ A festa tem ficado um tanto restrita à própria tribo, mas o cinema de animação brasileiro já está a merecer uma celebração bem mais ampla. Desde que o curta Meow, de Marcos Magalhães, ganhou o Prêmio do Júri no Festival de Cannes, no distante 1982, o Brasil não recebia distinções tão grandes quanto nos…

Exuberância sertaneja

Diga-se antes de mais nada: não deixe de comprar a lebre porque o crítico de um certo jornal carioca disse que era gato. Ritos de Passagem é uma animação espetacular, graficamente das mais belas e inventivas já feitas no Brasil. Espero que se candidate a algum prêmio no próximo Festival de Annecy. Em seu segundo longa-metragem…

Em cartaz e fora de cartaz

SEPARADOS PELO INVERNO talvez não seja o que o senso comum espera de um filme iraniano: não tem um personagem obcecado por algum objetivo, não tem gente se deslocando incessantemente, nem aquela poesia agridoce que encantou o mundo tempos atrás. E a única menina que surge na tela é não mais que um olhar expectante.…

Folk, animação, documentário

INSIDE LLEWYN DAVIS tem umas tantas coisas que nos acostumamos a gostar nos filmes dos Irmãos Coen: o inverno, locações desoladas, protagonistas fracassados, coadjuvantes de rostos exóticos, uma direção entre o intimismo e o humor absurdo. Ainda assim, não me chegou exatamente como um filme dos Coen. Aqui eles deixaram de lado a mordacidade habitual…

Papai realidade

O Menino e o Mundo, segundo longa de Alê Abreu (Garoto Cósmico) é mais um feito admirável da animação brasileira. Se Uma História de Amor e Fúria ganhou o Festival de Annecy com um estilo mais próximo da animação comercial americana (embora muito bem adaptado à História brasileira), o filme de Alê está também se projetando…

Animadocs

O NÃO TÃO INSÓLITO CASAMENTO DO DOCUMENTÁRIO COM A ANIMAÇÃO (Texto publicado originalmente na revista Filme Cultura nº 60) Depois de levar um primeiro tiro ainda dentro do carro, o empresário Henning Boilesen tenta correr pela Alameda Casabranca mas é alvejado por cinco balas e cai morto. Pelé recebe a bola na intermediária do Juventus,…

Megalo-gol

Relembrando o que escrevi sobre Um Time Show de Bola à época do Festival do Rio: Que os argentinos façam o mais massivo filme latino-americano passado no âmbito do futebol, idealizem uma equipe imbatível e ainda construam na ficção “o maior estádio do mundo” é coisa demais para o torcedor brasileiro aguentar. Mas quem fizer ouvidos moucos…

Pílulas 41

SALVO, o novo sucesso de filme-de-máfia-siciliana, impressiona pela quase ausência de ação e diálogos, substituídos por um mudo estudo de personagens. Um matador frio enxerga numa garota cega uma oportunidade de afeto e redenção. Cenas longas, lentas e claustrofóbicas têm seu espaço ampliado por um uso magistral do som off (embora a projeção do Estação…

Festival do Rio 2013

Vou publicar aqui pequenos comentários sobre os filmes vistos no festival. Voltem diariamente para conferir os novos textos a partir do topo. E comentem à vontade. INVADINDO BERGMAN       Vão dizer que eu sou chato, mas não vi muita graça nesse Trespassing Bergman. Lembrar algumas poucas cenas de filmes e bastidores do mestre em meio a…

Três inéditos + 1

O CAPITAL, último filme de Costa-Gavras, é um thriller financeiro que lembra bastante WALL STREET, de Oliver Stone. Mas a impressão é de uma adaptação muito mão-pesada do livro de Stephane Osmont, escritor especialista em romances sobre a crise do capitalismo europeu. “Le Capital” foi escrito em 2004, bem antes da débacle recente. Trata de…

Do Kaiser ao Peixonauta

Eram 20h de sexta-feira e a sala 2 da Fundição Progresso estava lotada de gente ligada à animação brasileira. Os quatro cavaleiros e amazonas do Anima Mundi estavam presentes para o lançamento de dois trabalhos que casualmente se encontraram à perfeição: o número 60 da revista Filme Cultura, ainda na edição digital, e o longa…

Vem aí a Filme Cultura 60

Com um pequeno atraso, mas ainda antes de começar o Anima Mundi, sai nos próximos dias a edição digital da revista Filme Cultura 60. A edição impressa vai custar um pouquinho mais a chegar às livrarias. O tema do dossiê de capa é o cinema de animação brasileiro, assunto que há muito vinha pedindo uma…

Cor da Pele: Mel

Festival do Rio Desenho de identidade O filme de Laurent Boileau e Jung não traz nenhum avanço para a junção entre documentário e animação. Os desenhos são até um pouco caretas, exceto nas cenas de sonho e fantasia. Ainda assim, Cor da Pele: Mel merece atenção por contar com expressividade uma história de adoção, imigração…