O melhor amigo do cão

Em ILHA DOS CACHORROS, Wes Anderson trata seus personagens de quatro patas com a mesma graça esquisita dos humanos de filmes como “Moonrise Kingdom” e “O Grande Hotel Budapeste” – que, aliás, parecem ter a animação no seu DNA.

Festa mexicana

Há tempos eu não gostava tanto de uma animação da Disney/Pixar como gostei de VIVA – A VIDA É UMA FESTA. Tecnicamente, é um triunfo absoluto de know-how acumulado, uma vez que não há grandes novidades ou revoluções. É a simples excelência de graça, ritmo e sensibilidade para projetar no virtual os pormenores do real…

No limbo entre ação e animação

Essa nova versão de A BELA E A FERA é um caso raro de filme live action baseado em outro de animação. Na verdade, é um misto de animação computadorizada e encenação com atores. A mistura é intrincada e engenhosa, sem dúvida, mas acaba caindo num limbo: não tem o encanto puro da animação, nem…

Europeus (mais ou menos) animados

Sobre A TARTARUGA VERMELHA e MINHA VIDA DE ABOBRINHA Em muitos aspectos, A TARTARUGA VERMELHA é um retorno ao básico em matéria de desenho animado. Nem uso aqui o termo “animação”, que hoje enfeixa um amplo leque de técnicas digitais. O longa do holandês Michael Dudok de Wit, que lhe rendeu sua segunda indicação ao…

O mundo como call center

Tomando-se as ações concretas de Anomalisa, a princípio nada justificaria a opção pela animação. Atores com máscaras e dois ou três efeitos especiais poderiam dar corpo ao roteiro. Vemos um homem comum, especialista em técnicas de atendimento ao cliente, desembarcar em Cincinatti para fazer uma conferência motivacional. A expertise de Michael Stone, porém, contrasta com…

Cinco livros de cinema

Sávio Leite, diretor da Mumia – Mostra Udigrudi Internacional de Animação, já em sua 12ª edição em Minas Gerais, é o organizador da coletânea Animação Maldita Brasileira (editora Favela É Isso Aí, BH). O volume reúne uma série de ensaios sobre a animação feita no país à margem dos circuitos mainstream. Traz ainda entrevistas com…

Entre livros e fantasias

Duas notas sobre HOMEM IRRACIONAL Como em todos os filmes de Woody Allen sobre personagens intelectuais, não sabemos bem se ele está tratando questões filosóficas em chave de banalidade ou se está elevando o banal à potência da filosofia. Há um movimento constante no sentido de colocar os princípios da moral em atrito com a…