História clássica de um artista brasileiro

TOADA PARA JOSÉ SIQUEIRA no streaming

Antes desse filme resgatá-lo de um nicho muito estreito, quantos de nós sabíamos quem foi José Siqueira (1907-1985)? Como não conhecíamos o homem que fundou a Orquestra Sinfônica Brasileira, a Orquestra Sinfônica do Rio de Janeiro e a Ordem dos Músicos do Brasil, além de vários agrupamentos musicais? Como desconhecíamos o maestro que batalhou por décadas pela valorização do músico erudito brasileiro e em defesa da classe?

A palavra resgate é muito gasta, mas é isso mesmo o que faz Toada para José Siqueira. Esse misto de documentário e filme-concerto nos emociona e nos faz desamar um pouco menos o nosso triste país.

José de Lima Siqueira nasceu na pequena Conceição, semiárido paraibano, filho de um músico da banda local. Aprendeu vários instrumentos desde pequeno e emigrou para o Rio de Janeiro ainda jovem. Enquanto avançava no aprendizado, articulava com amigos alguns saltos fundamentais para o estabelecimento da música clássica entre nós. Numa declaração célebre, disse que o Brasil era “o túmulo da música erudita”. Dedicou todo o seu tempo contra isso.

Estudou também em Paris e mais tarde, já consagrado, regeu orquestras na Europa, sempre acompanhado de sua companheira, a também famosa soprano Alice Ribeiro. Perseguido na ditadura por supostas “ligações com os soviéticos”, foi aposentado compulsoriamente pelo AI-5 e proibido de reger as orquestras que ele próprio havia fundado.

Enfim, uma história clássica de artista brasileiro consciente no século XX. Os diretores Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques a contam com requintes de pesquisa, produção e execução. Pautaram-se, ao que tudo indica, pela conexão entre o folclore nordestino, o candomblé e a música erudita, empenho de toda uma vida para José Siqueira. Quando estudava na França, ele se apaixonou pela música do húngaro Béla Bartok, que muito se inspirou em canções de origem popular. Seguindo esse exemplo, e talvez os passos de Mário de Andrade e Villa-Lobos, pesquisou os ritmos e sonoridades dos folguedos populares do Nordeste e dos terreiros afro para incorporar a suas partituras. Compôs peças cheias de vida, identificadas pelo autor com o Nacionalismo Folclórico e com o que ele chamava de Nacionalismo Essencial. Várias delas são executadas no filme por orquestras e grupos de câmara contemporâneos.

Toada para José Siqueira se pauta pelo trânsito entre o passado e o presente, o popular e o erudito. A obra do compositor é atualizada pelos dedos e sopros de jovens músicos da Paraíba e do Rio, que ensaiam e apresentam as peças nos cenários mais sugestivos. Em lajedos, pracinhas, teatros e salas de concerto, filmados com virtuosismo, a figura dos maestros é destacada numa montagem primorosa, cujo único pecado é abusar dos movimentos sobre as fotos de arquivo. Apresentações de bandas e grupos folclóricos paraibanos e pernambucanos integram as fontes de inspiração de Siqueira ao resultado de suas composições, num primoroso trabalho de edição.

Deixando a música se espraiar à vontade, o filme nos apresenta peças vigorosas como o Oratório Candomblé (Siqueira pronunciava “candomblê”), a Cantata Negra Xangô e uma série de composições para orquestra, grupos de câmara e canto. Para muita gente, como eu, isso constitui uma grata revelação. A única voz narrativa é a do mítico ator paraibano Fernando Teixeira, que lê textos autobiográficos de José Siqueira. São, portanto, somente o próprio personagem e a música que se desincumbem da missão.

Afora isso, há uma pletora de materiais de arquivo visual e sonoro, como as entrevistas de Siqueira com músicos nordestinos e a impressionante gravação de um coro soviético cantando uma peça em nagô. Alguns poderão achar o documentário um pouco longo em seus 131 minutos, mas a beleza das performances justifica cada minuto dessa toada fabulosa para um artista de ouro.

>> Toada para José Siqueira está na CineBrasil TV e nas plataformas Now, Google Play, Youtube Movies, Claro TV, Vivo Play e AppleTV

2 comentários sobre “História clássica de um artista brasileiro

  1. Excelente matéria !
    Como sempre Nelson Bravo e sua pluma magistral nos trazem conhecimento e elevação 🙏👏👏👏

    • Agradeço o elogio e faço um reparo importante: a matéria é de autoria minha, e não do Nelson Bravo. Embora concorde que os textos do Nelson sempre trazem conhecimento e elevação. É uma honra ser tomado por ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s