Contatos vaporosos de terceiro grau

A influência de Terrence Malick segue fazendo doces e dourados estragos no cinema americano. Agora é a vez de Denis Villeneuve emular a estética de “A Árvore da Vida” nas sequências familiares de A CHEGADA. A existência humana no cosmos ganha uma roupagem mística nas imagens aveludadas, nos cortes elípticos e na luz mágica dos fins de tarde em que a linguista Louise Banks (Amy Adams) interage com sua filha condenada a morrer muito jovem. O filme, um dos mais celebrados da temporada nos EUA, procura fazer contato imediato entre vida individual e destino coletivo, terráqueos e extraterrestres, presente e futuro, ficção científica e drama da maternidade.

Como no maravilhoso (nos dois sentidos) filme de Spielberg, a linguagem se coloca como interface primordial no contato com seres alienígenas em visita à Terra. À frente da empreitada, Louise e o físico Ian Donnelly (Jeremy Renner) representam a dedução e o pensamento sensível, enquanto os militares simbolizam a lógica da eficiência bélica. A dicotomia é bastante caricata, mas não chega a incomodar tanto quanto o subtexto de guerra fria que faz a China e a Rússia posarem mais uma vez de vilões e a Venezuela ser o primeiro país a cair no caos com a chegada dos ETs. A ideia de uma sensibilidade e uma inteligência americanas que salvam o mundo do colapso – e com um simples telefonema em mandarim! – estão muito aquém do que se espera de um filme do século XXI.

A não ser que isso já constitua um prenúncio de novos tempos de beligerância que estejam começando agora. Afinal, a antecipação de acontecimentos futuros é o ingrediente decisivo de A CHEGADA. São fascinantes as hipóteses de um tempo circular e de uma escrita não linear oferecidas pelos polvos gigantes de sete pernas que vieram do espaço. Aprender com o nosso próprio futuro é uma utopia que excita a imaginação e torna a premissa desse filme mais interessante do que a forma vaporosa como foi realizado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s