Filme do Desassossego

Festival do Rio

Invenção sobre invenção

Esta é uma adaptação até certo ponto ousada do Livro do Desassossego de Fernando Pessoa, assinado pelo seu heterônimo Bernardo Soares. O falso autor é também um personagem, um suposto guarda-livros que gosta de inventar sonhos e criar teorias sobre eles. O filme do veterano e ousado João Botelho embarca nas entrelinhas da ficção e de uma suposta realidade lisboeta, projeto de pura invenção.

O ator principal é coxo. A bela Catarina Wallenstein sidera o espectador numa performance da “Educadora Sentimental”, um plano único com a lente se aproximando vagarosamente de sua boca indescritível. A montagem de João Braz procura articular os vários níveis narrativos, que incluem declamação, instalações visuais, delírios dos personagens. Não é de fácil digestão, mas tem seu pedigree nas artes de ponta lusitanas de ontem e de hoje.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s