Megalo-gol

Relembrando o que escrevi sobre Um Time Show de Bola à época do Festival do Rio: Que os argentinos façam o mais massivo filme latino-americano passado no âmbito do futebol, idealizem uma equipe imbatível e ainda construam na ficção “o maior estádio do mundo” é coisa demais para o torcedor brasileiro aguentar. Mas quem fizer ouvidos moucos…

Pílulas 41

SALVO, o novo sucesso de filme-de-máfia-siciliana, impressiona pela quase ausência de ação e diálogos, substituídos por um mudo estudo de personagens. Um matador frio enxerga numa garota cega uma oportunidade de afeto e redenção. Cenas longas, lentas e claustrofóbicas têm seu espaço ampliado por um uso magistral do som off (embora a projeção do Estação…

Festival do Rio 2013

Vou publicar aqui pequenos comentários sobre os filmes vistos no festival. Voltem diariamente para conferir os novos textos a partir do topo. E comentem à vontade. INVADINDO BERGMAN       Vão dizer que eu sou chato, mas não vi muita graça nesse Trespassing Bergman. Lembrar algumas poucas cenas de filmes e bastidores do mestre em meio a…

Três inéditos + 1

O CAPITAL, último filme de Costa-Gavras, é um thriller financeiro que lembra bastante WALL STREET, de Oliver Stone. Mas a impressão é de uma adaptação muito mão-pesada do livro de Stephane Osmont, escritor especialista em romances sobre a crise do capitalismo europeu. “Le Capital” foi escrito em 2004, bem antes da débacle recente. Trata de…

Do Kaiser ao Peixonauta

Eram 20h de sexta-feira e a sala 2 da Fundição Progresso estava lotada de gente ligada à animação brasileira. Os quatro cavaleiros e amazonas do Anima Mundi estavam presentes para o lançamento de dois trabalhos que casualmente se encontraram à perfeição: o número 60 da revista Filme Cultura, ainda na edição digital, e o longa…

Vem aí a Filme Cultura 60

Com um pequeno atraso, mas ainda antes de começar o Anima Mundi, sai nos próximos dias a edição digital da revista Filme Cultura 60. A edição impressa vai custar um pouquinho mais a chegar às livrarias. O tema do dossiê de capa é o cinema de animação brasileiro, assunto que há muito vinha pedindo uma…

Cor da Pele: Mel

Festival do Rio Desenho de identidade O filme de Laurent Boileau e Jung não traz nenhum avanço para a junção entre documentário e animação. Os desenhos são até um pouco caretas, exceto nas cenas de sonho e fantasia. Ainda assim, Cor da Pele: Mel merece atenção por contar com expressividade uma história de adoção, imigração…

Os goianos premiados

Três filmes concentraram a maior parte dos prêmios da Mostra ABD-Goiás no FICA, que termina hoje (domingo) em Goiás Velho. Visões da Floresta, de Vicente Rios, ganhou melhor documentário, fotografia e montagem. O curta Gertrudes e seu Homem, de Adriana Rodrigues, levou os de melhor ficção, melhor atriz (Juliana Albuquerque) e dividiu melhor direção com…

Animação contra o desânimo

A ONDA VERDE (THE GREEN WAVE) de Ali Samadi Ahadi Quando Ahmadinejad e o clero conservador sufocaram com mão de ferro a rebelião dos jovens verdes contra as fraudes das eleições de 2009, a única fonte de informação confiável eram os blogs, as redes sociais e as imagens de vídeo e celulares contrabandeadas através da…

‘Os Mutantes & the Garden of Notes’

Diversão de domingo: Descobri no Youtube esse curta americano em homenagem a Os Mutantes. Para apresentá-lo, apenas traduzo a sinopse postada pelo autor, Jeff McCarty: “A história de Os Mutantes é talvez a mais estranha em toda a história do rock e serviu como inebriante inspiração para artistas tão diversos como Beck, Devendra Banhart, Sean…

Vai um stop motion?

Diversão de domingo: O Youtube, Vimeo e sites afins não se limitam a trazer o mundo em movimento para o nosso nariz e levar nosso mundo para o nariz dos outros. Eles permitem também a qualquer um se converter em curador e programador dentro do grande fluxo da rede. Você pode criar canais pessoais, dentro do próprio site, para sugerir o que…

O mais longo caminho

Você já viu o cabelo de uma pessoa crescendo? Pois então conheça o vídeo The Longest Way. Não consegui incorporá-lo diretamente no blog, mas vale a pena ir até lá. É uma das coisas mais bacanas que vi ultimamente na rede. Dura 5 minutos. Em novembro de 2007, o alemão Christoph Rehage começou a fazer uma…