Festival do Rio: Wiener-Dog

Dos personagens de Todd Solondz (“Bem-Vindo à Casa de Bonecas”, “Felicidade”) a gente já sabe o que esperar: depressão, neuroses, solidão e atitudes distantes do figurino normal. Os de WIENER-DOG têm, além disso, um elemento comum – todos são donos sucessivos de uma cadelinha-salsicha. Um menino submetido às normas de pais maníacos, uma veterinária sem rumo certo, um casal portador de Down, um professor e roteirista frustrado, uma senhora cega. Cada um deles projeta no animal um pouco da sua insegurança e lhe dá um destino que tem a ver com a sua própria sorte.

A ideia de um “melhor amigo” começa a brotar ali pela metade do filme, quando Solondz nos surpreende com um estranho intervalo. A partir de então, o filme retoma o rumo sombrio e às vezes surreal. Longe do sonho americano sugerido por algumas paisagens de subúrbio, as pessoas parecem tão enjauladas quanto a cadelinha no início do filme. O paralelo entre animal e humanos é sutilmente construído de história para história, da infância até a morte. Solondz exerce sua perversidade em estilo suave, como no longo travelling sobre cocô de cachorro ao som de “Clair de Lune”, de Debussy. Com direito, ainda, a uma sátira cruel das escolas de cinema que formam dandies em lugar de criadores.

Solondz é um criador de forte personalidade. Seus filmes são inquietantes, incômodos e ao mesmo tempo sedutores pela exótica humanidade que pulsa detrás de suas caricaturas. A direção minimalista, mas cheia de nuances nas atuações do elenco, e a secura do estilo de WIENER-DOG garantem uma curiosidade renovada por sua carreira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s