Pela democracia

Divulgo abaixo um manifesto-convocação, do qual fui um dos signatários, para o grande ato em defesa da democracia na próxima terça-feira, 23/10, a partir das 17h, nos Arcos da Lapa, Rio de Janeiro. 

A hora é agora, a hora é já. Não se trata de uma ameaça no horizonte: a ameaça está ao alcance da mão.

É urgente unirmos nossas forças e intensificar nossos esforços. Mais do que nunca, é preciso união. Afinal, os riscos que este país corre são infinitamente maiores do que as distâncias e divergências que nos separam.

Não se trata apenas de defender uma candidatura: trata-se de defender o nosso país, o nosso futuro. Defender a democracia, defender cada um de nós.

Ou nos unimos com urgência absoluta, ou naufragaremos todos no breu de um mar sem fundo.

Diante da intolerância, da incitação ao autoritarismo e à violência, do racismo, da misoginia, da homofobia, da mentira, mais do que opção, a união de todas as forças verdadeiramente democráticas é um dever.

Não há espaço nem tempo para a omissão. Ser omisso diante do perigo que nos ameaça significa, em termos concretos, concordar com essa ameaça. Significa resignar-se por antecipado a tempos de breu que serão trazidos pelas mãos de quem defende a quartelada, renega os horrores da ditadura, aplaude a tortura.

Ainda há tempo de recuperar o que perdemos e tornar a avançar rumo ao futuro. Depende de nós, de nossa capacidade de compreender e transmitir as dimensões tremendas do perigo que nos ameaça.

Sim, sim, a hora é agora, a hora é já: vamos nos manifestar pelo Brasil afora, defendendo uma vitória da democracia, defendendo nosso futuro.”

Leonardo Boff, Chico Buarque, Fernando Morais, Eric Nepomuceno.

Aderbal Freire Filho – ator e diretor
Aldir Blanc – poeta, letrista.
Ângela Santângelo – jornalista
Bete Mendes – atriz
Beth Carvalho – jornalista
Carlos Alberto Mattos – crítico de cinema
Chico Diaz – ator
Cláudio Kahns – cineasta
Claudius Ceccon – artista visual
Dayse Xavier – artista plástica
Débora Duboc – atriz
Denize Goulart – filha do presidente João Goulart
Edgar Duvivier – músico, escultor.
Eliana Caruso – jornalista
Eliane Costa – jornalista
Emilia Silveira – cineasta
Emir Sader – sociólogo
Felipe Nepomuceno – documentarista
George Sauma – ator
Inez Viana – atriz, cantora
João Pedro Zappa – ator
José Joffily – cineasta
Lia Gandelman – música
Lucélia Santos – atriz
Lúcia Murat – cineasta
Lúcia Veríssimo – atriz
Luiz Carlos Lacerda – cineasta
Luiz Fernando Veríssimo – escritor
Márcia Miranda – ativista social
Maria Lúcia Rangel – jornalista
Maria Padilha – atriz
Maria Tereza Goulart – viúva do presidente João Goulart
Marieta Severo – atriz
Marina Maluf – professora
Martha Alencar – jornalista
Martha Vianna – ceramista
Murilo Salles – cineasta
Paulo Betti – ator
Rubem Grilo – artista visual
Sérgio Augusto – jornalista
Sérgio Flaksman – tradutor
Silvia Buarque – atriz
Silviano Santiago – escritor
Silvio Tendler – cineasta
Tata Amaral – cineasta
Tato Taborda – compositor
Tereza Trautman – cineasta
Toni Venturi – cineasta
Wagner Tiso – compositor
Walter Carvalho – fotógrafo e cineasta

Um comentário sobre “Pela democracia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s