A arte da amizade

Há um tempero tipicamente argentino – e quiçá italiano – em MINHA OBRA-PRIMA, com seu misto de amoralismo impiedoso e simpatia humanística.

As poliamorosas

A principal questão colocada em AS FILHAS DO FOGO é a natureza do pornográfico quando se tem atrizes experimentando um prazer, um afeto e sobretudo uma subjetividade supostamente reais.

Salto no mistério

REVIVER faz avançar a trilogia “Filmes de Viagem”, de Cavi Borges e Patricia Niedermeier, com filme sobre a contaminação do artista por seu objeto.

Pobres e rico

O REI DE ROMA diverte ocasionalmente pela caricatura, algumas gags verbais típicas e, no fim das contas, uma inocência fantasiosa que move os personagens, inclusive os negativos.

França agridoce

Entre dores e risadas, NORMANDIA NUA expõe uma visão um tanto mais ácida da “França doce”, como a exaltou Charles Trenet em sua famosa canção. Resenha de Paulo Lima

Ronda de verão

A CASA DE VERANEIO é uma crônica fragmentada e divertida de uma família burguesa decadente que tenta se manter à tona da catástrofe.