O intelectual de ação

Paulo Emilio Salles Gomes (1916-1977) virou uma espécie de ícone, uma reserva de inteireza e sofisticação intelectual que os mais velhos no meio cultivam como uma árvore frutífera para alimentar os mais novos. A mais recente regada nessa planta é o livro Paulo Emilio Salles Gomes – O Homem que Amava o Cinema e Nós que o Amávamos Tanto, lançado no Festival de Brasília e na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Organizado pela jornalista e pesquisadora Maria do Rosário Caetano, a pedido de Hamilton Pereira, Secretário de Cultura do DF e diretor do Festival de Brasília, o volume contém um material eclético – de um perfil escrito por sua mulher, Lygia Fagundes Telles, a entrevistas do próprio, artigos de autores como Ismail Xavier e Carlos Augusto Calil, e depoimentos de críticos, cineastas e professores. Além, como não poderia faltar em livro organizado por Rosário, boas bibliografia e filmografia do personagem.

Estou saboreando a leitura aos poucos, a partir do título que remete a Truffaut e Scola, e curtindo a edição caprichada também em matéria de fotos e acabamento gráfico. O livro está sendo distribuído gratuitamente pelo órgão brasiliense, mas dificilmente chegará a todos os interessados pelo país afora. Por isso é mais que recomendável, em tempos de compartilhamento virtual, que um PDF seja disponibilizado na rede para quem quiser ler no computador ou mesmo imprimi-lo por conta própria.

De minha parte, compartilho abaixo o pequeno depoimento com que participo dessa realização coletiva:

Há muitas razões para qualquer crítico de cinema admirar Paulo Emilio. A perspicácia das análises, a elegância do estilo, a multidisciplinaridade do pensamento. Mas o meu maior entusiasmo a seu respeito é por ter ele sido um intelectual de ação. Esta é uma condição a que tantos de nós aspiramos, mas tão poucos chegam a alcançar. Pode-se dizer que não havia hierarquia entre ação e reflexão em Paulo Emilio. Uma nascia da outra e a realimentava. Militante comunista, criador de grupo de teatro, pioneiro do cineclubismo no Brasil, fundador de revista, participante do “esforço de guerra”, ativista contra o Estado Novo, criador da filmoteca que daria origem à Cinemateca Brasileira, iniciador do curso de cinema na UnB… a lista de ações parece não ter fim. Essa multiplicidade gerava liderança e o inscrevia numa linhagem compartilhada por Ernest Hemingway, Jean-Paul Sartre e Darcy Ribeiro. Mais que um exemplo, considero Paulo Emilio um ideal, ainda que em contradição à minha modéstia e preguiça.

4 comentários sobre “O intelectual de ação

  1. PE nunca execrou os dois primeiros filmes de NPS. Ao contrário, gostou de Rio 40 Graus, mas fez ressalvas ao simplismo evidente de Rio Zona Norte. Simplismo esse fruto de um realismo socialista que tipíficava bons e maus numa sociedade injusta. Quando PE emite tais opiniões ele está diante de um cinema que se renova, mas que aponta duas tendências: uma estetizante e bem feita (Khouri) e outra socializante e rústica (NPS e Roberto Santos). Evitando o cosmopolitismo abstrato da primeira e a burrice comunista da segunda, PE está mais interessado em A morte comanda o cangaço, A grande feira, O pagador de promessas e outros filmes em que o artesão prevalece sobre a precariedade e a vaidade autoral. Como se vê, a sofisticação de PE exige muito mais do que uma leitura apressada.

  2. Pingback: ALMANAKITO — TERÇA-FEIRA (06-11-12) « Almanakito da Rosário

  3. uai Bigo,questão de opinião,mas inegavelmente Paulo Emilio sabia muito de cinema.Vou pedir um exemplar pra Rosário.

  4. Mas de uma sofisticao que inclui posturas como execrar os dois primeiros filmes geniais do Nelson Pereira dos Santos.Escreveu sobre os filmes.Isso, apagaram da histria. Abs, Bigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s