ÉTV: Chamada de Emergência

Num estilo próximo ao de Errol Morris, com reencenações estilizadas e paixão pelos detalhes, esse filme faz a crônica de um crime que há nove anos desafia a inteligência judicial da Finlândia. Em 1.12.2006, um funcionário de recursos humanos foi morto a facadas em sua casa. Numa ligação para a polícia, sua mulher, também ferida, implorava por socorro. Três anos depois, ela era presa sob suspeita de autoria do crime. Desde então, houve 10 julgamentos do seu caso, seis dos quais apontaram sua inocência. O último deles foi em fevereiro deste ano, já fora do espectro coberto pelo filme.

A personalidade opaca de Anneli Auler, que não transmite emoções, é mais um enigma para os investigadores. O caso ganhou foros de escândalo quando pesaram sobre ela acusações de crime sexual, tortura dos filhos e prática de rituais satânicos, tudo supostamente feito na presença de um detetive que se infiltrou em sua vida privada. Nada, porém, ficou suficientemente provado, ainda que não descartado judicialmente.

O veterano diretor Pekka Lehto demonstra afinco no acompanhamento do processo e na reunião de depoimentos policiais, entrevistas de Anneli na prisão, escutas telefônicas, análises da chamada de emergência, teste de mentira e todo o aparato utilizado nas investigações. O que não ajuda a alçar seu filme para além da cobertura eficiente de um fait divers sem maiores significados. ♦ ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s