Morango, chocolate e outras frutas

Mais uma família incomum coloriu a tela do Olhar de Cinema – I Festival Internacional de Curitiba. Dessa vez, num documentário realizado em Havana pelo francês Eric Brach. Ele passou dois anos observando com sua câmera um processo inusitado. Chino, trabalhador mudo, casado com uma mulher também muda e pai de dois filhos, mantém um romance com um homem mexicano, com pleno conhecimento da família e dos amigos. O triângulo toma forma de um acordo, desde que Chino use camisinha e o amante cumpra suas promessas de ajudar financeiramente “sua” família cubana, mesmo que Chino vá viver no México com ele.

O mais interessante no filme é que Brach não julga, não discute, nem investiga a viabilidade desse arranjo no insólito universo do mercado negro cubano, e ainda dentro da comunidade dos surdos-mudos. Ele simplesmente toma aquilo como uma realidade dada e acompanha seus desdobramentos. Outros personagens chegarão do México com aportes que colocarão em risco parte dos sonhos de Chino.

Num filme em que os diálogos são na linguagem de sinais, ficamos com os sons da cidade e uma trilha musical que sublinha as aspirações românticas de Chino e de seus dois amores. Não se trata aqui de mais um olhar sobre a comunidade gay de Cuba, como era Cuba Libre, de Evaldo Mocarzel. Chino comporta-se como um pai de família comum, mantendo seu lado transgressor numa moldura de plena normalidade. O que se desenha é mais um ângulo da esperança de evasão dos cubanos: o romance com um estrangeiro. Nesse caso, um romance que mais parece ficção do que um realidade às vezes difícil de acreditar.

O Olhar de Cinema vai chegando aos seus últimos dias. Os realizadores estão de parabéns pela bonita programação e a eficiência como tudo se processou, pelo menos no Espaço Itaú que frequentei diariamente. Sessões pontuais, salas quase sempre lotadas, projeção e som de alta qualidade, um clima descontraído e agradável, sem muita badalação mas também sem problemas visíveis.

O encerramento será amanhã (segunda) à noite, mas já não estarei mais na terra dos pinhais. Na terça-feira coloco aqui os premiados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s