Meu souvenir de Tonino Guerra

Por sugestão do Julio Miranda, publico aqui o autógrafo e a foto que colhi de Tonino Guerra (1920-2012) no Festival de Moscou de 1987. Eu estava no júri da crítica internacional (Fipresci). Ele estava lançando, com o diretor Francesco Rosi, a versão cinematográfica de Crônica de uma Morte Anunciada. Eu me arrepiava todo por estar hospedado no mesmo hotel que o grande roteirista de A Aventura Blow Up (Antonioni), Amarcord E La Nave Va (Fellini), A Noite de São Lourenço Kaos (Tavianis), O Caso Mattei e Três Irmãos (Rosi), Nostalgia (Tarkovsky), Viagem a Cítera (Angelopoulos) e tantas outras obras-primas do cinema europeu.

Quando lhe pedi o autógrafo, ele perguntou meu nome e de onde eu era. Eu disse “Brasile” e ele, não sei por quê, desenhou esse patinho. É um dos meus raros animais de estimação.

Foto: Carlos Alberto Mattos

Tonino Guerra e Francesco Rosi em Moscou, 1987

2 comentários sobre “Meu souvenir de Tonino Guerra

  1. Bela lembrança, Carlos. Tonino Guerra foi um artista fundamental para uma geração de cineastas europeus. A sua obra é notável. Por mais que ele tenha colaborado com tantos cineastas distintos, conseguimos perceber um estilo bem próprio de narrativa e dramaturgia. Abraços, Pablo.

  2. Adorei Carlinhos. Foi uma grande perda para o cinema a morte deste grande “roterista” ontem dia 21 de março 4 dias depois de ter completado 92 anos. Quando você falou que tinha esse material, claro que insisti para você colocar no Blog. Obrigado. Julio

Deixe uma resposta para Julio Miranda Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s