Cinefilia online

Artigo escrito em 2010 para a revista Filme Cultura nº 53, de janeiro de 2011 (alguns números devem, portanto, estar defasados) Você baixa seus e-mails pela manhã e recebe a mensagem de um amigo avisando que um filme raro dos anos 1970 acaba de ser disponibilizado num site de cinema online. Então você não resiste,…

Travessuras de Laurie

Com seu ar de garoto travesso, Laurie Anderson abriu ontem pessoalmente a sua exposição I in You / Eu em Tu no CCBB-RJ. A moça trouxe seus violinos performáticos, vídeos e duas instalações de encher os olhos (e ouvidos). Numa delas, poemas audiovisuais são projetados em quatro telas de formatos e tamanhos diferentes. Na outra,…

Casais impossíveis

Diversão de domingo: Uma imagem vale mil palavras. O velho provérbio ganhou uma acepção divertida na comunidade online Worth1000, que desde 2002 mobiliza internautas para brincar com imagens. Eles promovem competições diárias que resultam em entretenimento visual e até alguns escândalos, quando suas fotos inventadas são confundidas com o real. O site conta com orgulho…

Santos Dumont: Pré-cineasta?

Ver, voar, volver Carlos Adriano não esconde a origem de seu primeiro longa na sua própria tese de doutorado sobre Santos Dumont e a pré-história do cinema. A relativa coincidência entre o surgimento do mutoscópio (1894), as primeiras experiências de Santos Dumont com balões dirigíveis (1898) e a construção da Torre Eiffel (1889) – em…

Nossa Vida Exposta

Origens do contemporâneo O máximo de exposição pode se equivaler ao máximo de repressão – eis o que demonstra esse ótimo doc de Ondi Timoner. Ex-funcionária da pioneira webTV Pseudo.com, ela herdou a tarefa de montar o filme a partir das 5 mil horas filmadas em torno do arauto da internet Josh Harris ao longo…

Rubens Machado Jr. comenta “o novo coletivo”

O parceiro da conversa que inspirou meu post sobre o cinema e o “novo coletivo” enviou os seguintes comentários, que merecem o destaque na página da frente: Carlos, ótimo desenvolvimento da nossa conversa temos aqui! Vou tentar me explicar um pouco mais, não sei se tenho razão, só vejo com curiosidade e atenção ao fato…

O cinema e o “novo coletivo”

Os multiplexes, o Imax, o 3-D e os sistemas sofisticados de som estão lutando o bom combate, mas será que o futuro do cinema como fruição coletiva está com os dias contados? Eis uma pergunta que frequenta muitas conversas sobre o assunto. E não foi diferente em Salvador, na última sexta-feira, quando jantei com o…

Cameron is coming

Dois posts abaixo eu dizia que tinha dois segredos para contar em breve. Um deles já vazou numa revista semanal cujo nome me recuso a repetir. James Cameron, o mago de Titanic e Avatar, vem ao Brasil em fins de março, trazido pela empresa Seminars. Fará duas conferências – uma em Manaus, sobre sustentabilidade, e…

10 regras de etiqueta no Twitter

Nos seis meses em que estou no Twitter, pude notar que certas condutas podem assegurar um fluxo claro e amigável de mensagens no microblog. Mas nem todo mundo parece ligado nessas regrinhas não escritas. A título de colaboração cidadã, escrevi esses 10 tópicos de etiqueta: 1. Poupe seus seguidores de overdose. Não sobrecarregue a caixa…

Conectividade ou morte

Consciência ecológica, crítica à ganância geoeconômica, mensagem de respeito ao diferente – todas essas ideias edificantes circulam velozes pelas veias de Avatar. A floresta, ora jardim das delícias, ora inferno dantesco, é o palco para uma atualização de dois gêneros: o filme de alienígena e o filme de índio. Obedecendo à lógica instalada nos anos 1960,…

Twitter, eu te amo

Não sei se é o primeiro, mas vai sair em breve um filme completamente inspirado pelo Twitter. O título é auto-explicativo: 140. Mas também poderia ser “Twitter, I Love You”, já que a proposta se aproxima da série iniciada com Paris, Je t’Aime. A ideia foi do curta-metragista irlandês Frank Kelly. Ele pediu a 140…

Projeção digital: o debate continua

Após a divulgação da carta aberta de críticos brasileiros aos responsáveis pelas más condições do cinema digital entre nós, a empresa responsável pelo sistema Rain respondeu minimizando o assunto, como se ele se restringisse apenas a mostras e festivais. Leia no blog do Zanin. Em comentário enviado diretamente a mim, a respeito do post “O…

O cinema digital na berlinda

Uma boa e uma má notícia sobre o cinema digital. A boa notícia é o recente lançamento do livro A Hora do Cinema Digital – Democratização e Globalização do Audiovisual, de Luiz Gonzaga Assis de Luca. A parca existência de estudos brasileiros (menos ainda publicados) sobre o cinema pelo seu viés tecnológico-industrial torna esse trabalho…

Conta outra

Mentiras sinceras interessam, cantava Cazuza. Mentiras essenciais são o que importa, poetava Waly Salomão. Mas há mentiras que não são sinceras nem essenciais. São puras, deslavadas enganações. Elas surgem a todo momento, especialmente na mídia e na internet. Quantas vezes você não tem vontade de abrir a janela e gritar “Não! Isso é mentira!”. Compreendi que, de…

Ubuweb, a um passo da utopia

      Você provavelmente já topou com o Ubuweb. Mas já parou para pensar nele? O Ubuweb é um site criado em 1996 pelo poeta estadunidense Kenneth Goldsmith para disponibilizar poesia sonora, escrita e visual. Poemas, textos, filmes e áudio são incorporados sem autorização dos autores, com base no pressuposto de que as obras…

Tuitando pertinho

Agora você pode acompanhar meu Twitter também aqui no blog. Veja na coluna da direita, logo abaixo dos filmes em cartaz. Minhas cinco mensagens (ou tweets) mais recentes estão ali. Se você também tuíta, então siga-me: @carmattos

50 seguidores!

Atingi a vertiginosa marca de 50 seguidores no Twitter. Agora só faltam os seguintes números para alcançar: Paulo Coelho: 81.383 Marcelo Tas: 222.915 The White House: 876.111 Ashton Kutsher: 3.075.496 Também pudera: eles não devem eliminar os spammers, aqueles malucos que começam a seguir qualquer um na esperança de serem seguidos em contrapartida automática e…

Enlatados

Orson Welles disse certa vez que o mal dos filmes é que eles são guardados em latas. “Nada que vem enlatado pode ser fresco”, explicou. O mestre precisaria agora recorrer a outra metáfora para sua crítica ao cinema massificado. Grande parte do que hoje se produz não passa por latas. Termina em fitas de vídeo, DVDs, HDs,…