Coração de estudante

Este texto foi publicado originalmente no jornal Tribuna da Imprensa há exatos 35 anos, em 30 de março de 1984, quando alguns golpistas empedernidos lustravam as botas para comemorar os 20 anos da “Redentora” no dia seguinte. JANGO entrava em cartaz no dia 31. Era a irrupção da verdade contra a narrativa da ditadura.

No olho do furacão venezuelano

Enquanto a Venezuela resiste à sabotagem internacional de seu governo legítimo e a uma tentativa de golpe da oposição, é boa hora de assistir ao magnífico documentário A REVOLUÇÃO NÃO SERÁ TELEVISIONADA, que registrou situação semelhante em 2002 com Hugo Chávez. 

A arte da amizade

Há um tempero tipicamente argentino – e quiçá italiano – em MINHA OBRA-PRIMA, com seu misto de amoralismo impiedoso e simpatia humanística.

As poliamorosas

A principal questão colocada em AS FILHAS DO FOGO é a natureza do pornográfico quando se tem atrizes experimentando um prazer, um afeto e sobretudo uma subjetividade supostamente reais.

Salto no mistério

REVIVER faz avançar a trilogia “Filmes de Viagem”, de Cavi Borges e Patricia Niedermeier, com filme sobre a contaminação do artista por seu objeto.

Pobres e rico

O REI DE ROMA diverte ocasionalmente pela caricatura, algumas gags verbais típicas e, no fim das contas, uma inocência fantasiosa que move os personagens, inclusive os negativos.